terça-feira, 29 de maio de 2012

jia

jia - Leptodactylus pentadactylus

Classe: Anfíbios
Ordem: Anura
Família: Leptodactylidae

L. pentadactylus é um animal grande, sendo as fêmeas um pouco maiores do que os machos (cerca de 18,5cm e 17cm respectivamente). Os girinos também crescem bastante, chegando aos 8cm. Assim como outras espécies do gênero, depositam seus ovos (aproximadamente 1000) em ninhos de espuma na superfície da água ou em terra, como é o caso de L. pentadactylus. Os girinos completam seu desenvolvimento sem acesso à água.
São animais que vivem bastante, podendo chegar aos 15 anos. São terrestres e noturnos e podem ser encontrados na liteira de matas primárias e secundárias de florestas tropicais e nas margens de igarapés e rios. Os machos são territorialistas. É uma espécie amazônica, ocorrendo do Amapá ao Acre, norte da Bolívia, leste do Peru, Equador, Colômbia e Guiana Francesa.
Se alimentam de artrópodes, como aranhas, besouros, gafanhotos e também de vertebrados como filhotes de aves, cobras e outros anuros. Comem tudo que aparece e que podem engolir. Seus ovos são parasitados pela mosca Gastrops willistonii e os adultos são predados por cobras, jacarés e quatis.
Permitem grande aproximação, mas se apanhados com as mãos podem emitir um som muito alto, como um grito de agonia.
Produzem substâncias tóxicas, que não são letais para os humanos, mas podem causar irritação e coceira.
Não se encontra em perigo de extinção.
A foto desta postagem foi tirada em um tronco de assacu (Hura crepitans) da Pousada Uacari, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, estado do Amazonas.

Fontes:

Guia de Sapos da Reserva Adolpho Ducke - Albertina Lima, William Magnunson, Marcelo Menin, Luciana Erdtmann, Domingos Rodrigues, Claudia Keller e Walter Hodl.
www.iucnredlist.org
www.anphibiaweb.org



2 comentários:

  1. Que legal!
    Jia, ou Gia, aparece em contos indígenas... Eu não sabia que era uma espécie de rã!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Nina! Obrigado por visitar o meu blog. Jia é um nome comum para alguns anuros. Aqui na região de Mamirauá o pessoal chama essa rãzona de jia. Me fale um pouco mais sobre esse contos!

    abraço

    ResponderExcluir