segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

morcego

morcego (Rhynchonycteris naso)

Classe: Mammalia
Ordem: Chiroptera
Família: Emballonuridae

O tamanho desse morcego varia entre 37 a 43 mm e pesa cerca de 4 g. Possui o focinho alongado e pontiagudo. Sua coloração provê boa camuflagem, semelhante a um líquen.
Ocorre do México ao sudeste brasileiro. É uma espécie ligada a ambiente úmidos, em florestas tropicais e, geralmente, em altitudes abaixo dos 500 m. Ocorre também em florestas secundárias, matas de galeria, jardins e pastagens.
Poucos indivíduos dividem o mesmo dormitório, em colônias que varia entre 3 a 45 animais, normalmente em troncos de árvores, galhos de árvores (próximos à água), ocos de pau, cavernas, pontes. Vários
machos dividem o mesmo dormitório.
Se alimentam de insetos, voando próximos a corpos d'água, como rios, canais, lagos e brejos. É a primeira espécie vista se alimentando no crepúsculo.
As fêmeas dão a luz a apenas um filhote, que voa independente a partir da primeira semana de vida, embora ainda permaneça próximo à mãe.
Seus principais predadores são gaviões, falcões e garças.
A espécie está fora de ameaça de extinção.
As duas fotos foram tiradas na RDS Mamirauá. À direita, morcegos no tronco de uma munguba (Pseudobombax munguba), no cano do lago Mamirauá; à esquerda, morcegos sob o telhado da Pousada Uacari.

Neotropical Rainforest Mammals. Emmons, L. H.
Mammals of the Neotropics. The Central Neotropics, volume 3. Einsenberg, J. F. & Redford, K. H.
www.iucnredlist.org

Um comentário:

  1. Ahhh Pedro, Garça come morcego? Me poupe vai, Garça é uma ave com classe, jamais faria tamanha heresia gastronômica!

    ResponderExcluir